GED e Serviços

Rastreabilidade no Agro: como garantir a procedência de produtos?

Jovem trabalhadora afro-americana segurando alface verde fresca cultivada em ambiente hidropônico controlado para entrega ilustrando a rastreabilidade no agro.

Cada vez mais a tecnologia é utilizada por órgãos reguladores, aumentando as exigências do mercado alimentício global, transformando os setores agrícola e pecuário. Nesse cenário, a rastreabilidade no agro emergiu como um componente crucial, pois é a capacidade de seguir o percurso de um produto desde sua origem até chegar ao consumidor final.

Para os donos de agronegócios, isso não é apenas uma ferramenta valiosa para a gestão interna, mas também um requisito do mercado e dos órgãos reguladores.

Os consumidores estão cada vez mais preocupados com a procedência dos alimentos que consomem, ao mesmo tempo que as legislações e padrões internacionais exigem conformidade regulatória, práticas ambientais sustentáveis e ética nas relações de trabalho.

Neste artigo, abordaremos o tema e apresentaremos informações úteis para que seu negócio esteja em dia com esses critérios. Leia e saiba mais!

O que é a rastreabilidade no agro?

A rastreabilidade no agro é um sistema estruturado que permite monitorar e registrar o ciclo de vida de um produto, começando na sua origem, passando por todas as etapas: produção, processamento e distribuição. Além disso, possibilita o acompanhamento ao longo da cadeia produtiva para questões logísticas.

Jovem mulher em pé em um vasto vinhedo ao entardecer, utilizando um tablet. Com uma expressão focada, ela parece estar engajada em atividades relacionadas à certificação de produtos agrícolas, verificando a qualidade ou coletando dados para certificação ambiental, ou de produção orgânica. A luz suave do sol destaca as folhas verdes vibrantes das vinhas ao seu redor, criando um ambiente sereno e produtivo para o trabalho de campo.
A produção agrícola e pecuária tem diversos desafios, especialmente para assegurar que seus produtos sejam de boa procedência. (Imagem: Freepik)

Esse processo favorece não só a transparência, como também a segurança alimentar e a qualidade dos itens que vão para a mesa dos consumidores.

Como funciona?

Um produto rastreado reúne um amplo espectro de informações. É possível identificar a fonte de cada insumo utilizado na produção, como sementes, fertilizantes e defensivos agrícolas. Quando se trata de rastreabilidade interna, todo o processo é detalhado, o que inclui o monitoramento de práticas agrícolas, condições de crescimento, tratamentos aplicados e registros de colheita.

Também é possível acompanhar as etapas de armazenamento, processamento, embalagem, distribuição e venda. Este componente garante que cada produto possa ser rastreado até o momento da compra.

O consumidor final tem acesso a essas informações através de um código que vem na embalagem — geralmente um QR Code. A embalagem também é codificada com uma sequência de números e letras ou um código de barras referente ao lote do produto.

Esses códigos são úteis, inclusive, para a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), criadora do Programa de Rastreabilidade e Monitoramento de Alimentos (RAMA). O órgão realiza o monitoramento contínuo de frutas, verduras e legumes por meio de análises laboratoriais para verificar a presença de resíduos de agrotóxicos e outras substâncias.

Se forem identificados níveis acima do permitido, a cadeia de produção será analisada a partir do código de rastreio, a fim de identificar a origem dos insumos e agir sobre a fonte do problema.

É assim que se garante a procedência dos produtos agrícolas e pecuários e, para tanto, é necessário manter todos os dados e registros bem armazenados e organizados. Ao fim deste artigo, apresentaremos uma solução tecnológica eficaz para esse gerenciamento interno, um software ideal para o agronegócio. Continue acompanhando!

O que diz a lei sobre rastreabilidade de alimentos?

Você sabia que a rastreabilidade no agro é regida por lei? A Instrução Normativa Conjunta nº 02 de 07/02/2018, emitida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), estabelece diretrizes obrigatórias para a rastreabilidade de produtos vegetais frescos destinados ao consumo humano no Brasil.

Imagem ilustra agricultura inteligente e rastreabilidade no agro. Duas mãos seguram e apresentam um punhado de terra com planta brotando. A frente, gráficos ilustram água, sol e ár, componentes do plantio.
A rastreabilidade de produtos no agro é regida por lei. (Imagem: Freepik)

A norma exige que todos os agentes da cadeia produtiva mantenham registros detalhados sobre a origem dos produtos, métodos de cultivo e uso de matéria-prima. O descumprimento da norma pode render advertências e multas, entre outras possíveis penalidades, incluindo a interdição do estabelecimento.

A importância da rastreabilidade em cada elo da cadeia agroalimentar

Considerando que todo o processo produtivo deve ser rastreado, devemos nos atentar ao papel de cada parte da cadeia. Veja:

  • Produtores: Adotam a rastreabilidade para monitorar e documentar todas as etapas do cultivo. Isso inclui detalhes da produção em campo, desde o uso de insumos até as práticas agrícolas aplicadas;
  • Distribuidores: Dependem da rastreabilidade para para gerenciar o transporte e o armazenamento, mantendo as informações vindas do elo anterior, o produtor.

Antes dos produtos rastreados chegarem aos supermercados e outros pontos de venda, a rastreabilidade é fundamental para garantir a qualidade ao consumidor. O mesmo vale para os restaurantes, assegurando que os alimentos oferecidos são de origem confiável.

Isso significa que cada elo da cadeia deve cumprir com suas obrigações legais para que, seja na prateleira do supermercado ou em um prato servido no restaurante, o consumidor esteja seguro com o que está ingerindo.

Quais são as vantagens da rastreabilidade de produtos no agronegócio?

A rastreabilidade no agro oferece uma série de vantagens significativas que vão além do cumprimento de regulamentações. Na verdade, ela impacta positivamente toda a cadeia de suprimentos. Confira abaixo:

Segurança alimentar

Os produtos rastreados são de procedência confiável, uma vez que todos os seus processos produtivos são registrados e há controle de qualidade. Além disso, a possibilidade de identificar rápida e precisamente a origem de qualquer problema de contaminação facilita os recalls e reduz riscos à saúde pública.

Gestão de riscos

Ao fornecer dados sobre todas as etapas da produção e distribuição, a rastreabilidade ajuda na gestão de riscos, permitindo uma resposta rápida e eficaz a quaisquer incidentes, além de facilitar a identificação de tendências e problemas recorrentes. Somado a isso, é possível manter o controle de doenças que poderiam se proliferar por meio do consumo de produtos de origem animal.

Transparência para o consumidor final

Os consumidores estão cada vez mais atentos quanto à origem dos alimentos que compram. Quando rastreados, esses produtos possibilitam o acesso a informações que deixam o consumidor a par da produção. Isso gera confiança e satisfação do cliente.

>> De forma similar, as certificações de produtos agrícolas são um atestado de qualidade conforme os padrões nacionais e internacionais do setor. Vale a pena aprender mais sobre este tema também!

Modernizando o agronegócio com soluções digitais: Ferramenta de Rastreio, Gestão de Dados e Documentos 

A tecnologia é indispensável na otimização das operações agropecuárias, especialmente quando se trata de rastreabilidade. Ao permitir o monitoramento detalhado de todas as etapas da produção e distribuição de produtos, surge a necessidade de uma gestão eficiente para grandes volumes de dados e documentos.

Nesse sentido, ferramentas de digitalização e gestão de documentos não apenas suportam essa demanda, mas também potencializam a eficiência e a precisão das informações. Inclusive, a virtualização permite uma gestão de processos ágil e eficaz, sobretudo dentro de um sistema BPM (Business Process Management).

E tudo isso pode ser encontrado em um só lugar: o ArqGED, da Arquivar.

Nossa plataforma foi desenvolvida para atender às complexas demandas de diversos setores, incluindo o agronegócio. O software oferece recursos avançados de rastreabilidade que permitem a captura, organização e recuperação de informações essenciais, de forma eficiente e segura.

Com isso, todos os dados e arquivos referentes à cadeia de produção do seu negócio estarão devidamente armazenados e organizados, sempre acessíveis em casos de fiscalizações e auditorias.

Portanto, se o objetivo atual do seu negócio é garantir a rastreabilidade dos produtos, conte com os recursos ArqGED.

FALE COM UM ESPECIALISTA DA ARQUIVAR

Solicite um
orçamento agora

Dê o primeiro passo para alavancar os resultados do seu negócio

  • Hidden
  • Hidden
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.