Prontuário digital na gestão de documentos

Gerenciar os prontuários e outros documentos de milhares de pacientes e clientes é um grande desafio para hospitais, clínicas e operadoras de saúde. Trata-se de um volume de informações extremamente elevado, com dados pessoais e registros de grande importância. Isto faz da área da saúde um dos segmentos que mais dependem de recursos para aa realização de uma gestão de documentos inteligente e estratégica, como por exemplo implementar o prontuário digital.

Existem obrigações previstas por lei que tornam o controle destes prontuários ainda mais desafiadores para os hospitais. Além de garantir total segurança aos documentos, é preciso investir em um espaço adequado para armazenar a papelada, e ao mesmo tempo tornar mais ágeis os processos de busca, localização e identificação de cada registro.

E então, qual a solução para hospitais e clínicas? É prático e viável fazer essa gestão por conta própria? Veja em nosso post mais detalhes sobre os prontuários médicos e entenda como a solução da Arquivar para a área da saúde atende todas as necessidades.

O que são os prontuários do paciente?

O prontuário do paciente, muitas vezes denominado também como prontuário médico, é um documento no qual o profissional insere todas as informações relativas ao paciente. São dados que vão desde o histórico familiar até a descrição de sintomas e dos exames e tratamentos necessários. O objetivo é tornar mais ágil o atendimento contínuo de cada paciente.

De acordo com o Conselho Federal de Medicina – CFM, o prontuário é um “documento único constituído de um conjunto de informações, sinais e imagens registradas, geradas a partir de fatos, acontecimentos e situações sobre a saúde do paciente e a assistência a ele prestada, de caráter legal, sigiloso e científico, que possibilita a comunicação entre membros da equipe multiprofissional e a continuidade da assistência prestada ao indivíduo (Resolução no 1.638/2002) e considerado de elaboração obrigatória pelo Código de Ética Médica (Artigo 69).”

Organização dos prontuários

Antes de qualquer outra iniciativa, é fundamental que o hospital, clínica ou unidade de saúde tenha os prontuários físicos armazenados de maneira organizada. Parece óbvio, porém é um problema encontrado recorrentemente.

Sem a estruturação de um projeto e de critérios para armazenar os documentos de maneira organizada, maior será o tempo perdido nas buscas e maior será a chance da perda de informações.

Portanto, organize esta documentação. E mais, conte com a ajuda de fornecedores especializados. Este é um investimento para a melhoria de processos. Você investe agora para ter redução de custos a médio e longo prazo.

Prontuário digital

Assim como em todas as demais áreas do mercado, não há como ficar alheio à tecnologia. Hoje todos os segmentos utilizam recursos para ter suas respectivas documentações em meio digital. Na área da saúde não é diferente, o prontuário digital facilita as consultas, as buscas e o acesso dos pacientes.

Digitalizar os prontuários e demais documentos é uma realidade que hospitais e clínicas precisam acompanhar. No meio digital é possível armazenar tudo com segurança e com total controle.

Tecnologia na gestão dos prontuários digitais

Para ter toda a documentação em meio digital e fazer sua gestão com praticidade, invista na tecnologia certa. Existem softwares capazes de permitir toda a gestão do prontuário digital através da aplicação dos mais variados recursos.

Modernizar é essencial para manter processos saudáveis e rentáveis. Com tanta tecnologia disponível, não dá para conviver com constantes perdas de documentos, processos judiciais e prejuízos que poderiam ser evitados.

Conheça melhor soluções que você pode aplicar no hospital, na clínica ou na unidade de saúde onde você trabalha. Certamente os benefícios tornarão sua gestão muito mais eficaz!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ligamos para você